KUNG FU TRADICIONAL

Kung-fu (do mandarim, "gong fu") é um termo chinês que significa trabalho duro ou tempo de dedicação. 
Pela arte marcial chinesa exigir muita dedicação e perseverança de seus praticantes, passou a ser reconhecida popularmente como kung-fu, embora qualquer outra atividade que exija os mesmos requisitos também possa ser denominada por este termo. 
Assim, na China, qualquer um que trabalhe com afinco dentro de sua atividade laboral, esforce-se na prática de algum esporte ou em qualquer atividade que exija dedicação pode a este ser atribuído o termo kung-fu. Percebe-se que antes de qualquer coisa kung-fu é uma FILOSOFIA DE VIDA em que busca-se a excelência!
Desta forma, a arte marcial chinesa, abrangendo hoje cerca de 129 estilos diferentes (dado cedido pela federação chinesa de artes marciais), ficou mundialmente conhecida, principalmente através de filmes e seriados de televisão, como kung-fu. 
Atualmente, em busca de uma maior precisão técnica, vem se popularizando a denominação mais formal desta arte marcial, que seria o termo wushu, e que literalmente significa arte marcial (traduzido do mandarim). 
Fica assim compreendido que em se tratando de artes marciais chinesas, os termos kung fu e wushu significam a mesma coisa e ambos são utilizados para denominar a arte marcial chinesa independente de seu estilo. 
Então, o que realmente seria kung-fu/wushu? 
É um sistema de técnicas desenvolvidas a centenas e até milhares de anos, que tem como fim primordial o fortalecimento de seu praticante, seja físico ou mental. 
Além de englobar exercícios de defesa pessoal e o ensino de técnicas de combate, busca-se também o fortalecimento e capacitação do praticante de kung-fu através de exercícios específicos, para que este seja capaz de aplicar as técnicas aprendidas e melhorar sua qualidade de vida. 
É importantíssimo salientar que não há estimulo à violência, mas sim ao autoconhecimento. Essa filosofia desenvolvida através de séculos é uma das principais características do kung-fu. 
O kung-fu pode ser considerado uma das atividades físicas mais completas que existem, mas também, por essa causa, torna-se complexo e exige dedicação de seus praticantes. 
Para que aquela alegação seja fundamentada podem-se analisar os benefícios trazidos por esta arte marcial: 
• aumento da força explosiva; 
• melhora do equilíbrio físico; 
• maior controle da respiração; 
• maior flexibilidade; 
• desenvolvimento da musculatura corporal; 
• aumento da agilidade; 
• condicionamento físico; 
• aprendizado de defesa pessoal; 
• entre outras. 

O Kung-fu originou-se na guerra, mas com o passar dos séculos foi sendo utilizado como uma ferramenta de DESENVOLVIMENTO PESSOAL, sendo assim, inseriu-se no rol de técnicas do kung-fu, aquelas que trabalhassem características internas tis como:

• inteligência emocional;

• clareza mental;

• foco e concentração;

• domínio próprio e disciplina.

De acordo com o próprio presidente do departamento de estudos científicos relacionados ao kung-fu da federação internacional de kung-fu, sr. Kang Ge Wu, o principal objetivo do kung-fu é a harmonia. 
Tendo em vista todo o exposto, sendo o kung-fu/wushu tanto uma arte marcial como também um esporte, pode-se dizer que é indicado para todos os tipos de pessoas, homens ou mulheres, crianças ou idosos, portadores de deficiências ou não, estando todos passíveis a treinamentos específicos e individualizados. Ou seja, é indicado para todos que desejam melhorar sua qualidade de vida. 

Possuímos turmas:

Infantil 1: de 3 a 5 anos;

Infantil 2: de 6 a 12 anos;

Adolescente e adulto: de 12 anos em diante.

Contate diretamente um coordenador responsável por uma turma e agende uma aula gratuita!


Então, kung-fu, trabalhe duro.

NOSSO ESTILO TRADICIONAL ZHANG JIA QUAN

O estilo Zhang Jia Quan, que significa literalmente "punho da família Zhang", também conhecido com Zhang San Men, ou Estilo de Zhang San, foi desenvolvido por Zhang Chang Zhen, um guarda imperial a serviço do império Qing, que tinha a função de guardar a porta principal de acesso à cidade de Beijing e que veio a se tornar guarda costas pessoal da imperatriz da China. Ainda criança o jovem Zhang recebeu instrução de um andarilho que lhe ensinou um estilo perdido criado por três generais do final da dinastia Ming. Este estilo não possuia um nome, pois tendo sido criado por três generais rebeldes da Dinastia Ming contra os Manchus, era um instrumento secreto para a luta contra os invasores. Para que se tenha uma noção histórica da antiguidade das técnicas, basta saber que Zhang Chang Zhen foi a 13a. geração deste estilo inominado. Durante sua vida, Zhang Chang Zhen teve a oportunidade de lutar, treinar e aprender com grandes mestres, dentre os quais, um monge shaolin, um lama tibetano e um campeão de Shuai Jiao. 

Através de anos de pesquisa e treinamentos o também conhecido como Zhang San uniu todos estes conhecimentos e criou o Zhang Jia Quan. Até poucos anos atrás este estilo era reservado à família Zhang, somente sendo ensinado aos seus membros e amigos mais próximos. Entretanto, no ano de 2006, o sucessor do estilo, professor Zhang Xiao Hang decidiu abrir seus ensinamentos para que o estilo não morresse. Nesta época passou a ensinar o professor Bruno Barros, um de seus primeiros alunos ocidentais. 

Hoje, Shifu Bruno Barros, recebido como discípulo 5a. geração do estilo, mantêm treinos periódicos com o Grão Mestre Zhang Xiao Hang e possui a representação do estilo na América Latina, formando os alunos do Instituto Wulin Dao como a sexta geração deste estilo ancestral. O Estilo Zhang Jia Quan é um estilo tradicional de kung-fu e se distingue por técnicas de respiração tibetanas, defesas pessoais para todo o tipo de situação, treinamento em combate e todo o tipo de arma tradicional. É um estilo puramente eficiente, que não se preocupa com a plástica ou aplicação desportiva.

Quer saber mais sobre Kung fu? Cadastre-se e receba nosso e-book gratuito: Fundamentos do Kung Fu.